Brasil

Inovações na organização e financiamento da pesquisa agropecuária pública

Muitos países em desenvolvimento e desenvolvidos estão enfrentando estagnação e até diminuição do investimento público em pesquisa agrícola. Os gastos estão aumentando em apenas alguns dos maiores, e muitas vezes, dos mais avançados países em desenvolvimento. O Brasil ocupa o terceiro lugar no mundo em desenvolvimento em termos de investimento público em P&D agrícola, depois da China e da Índia. Após um período de estabilidade ou declínio dos níveis de despesas públicas totais de P&D agrícola, o Brasil tem aumentado substancialmente nos últimos anos devido ao compromisso renovado com a P&D agrícola por parte do governo brasileiro. Os gastos da Embrapa de 2009, por exemplo, tiveram um aumento de 28 por cento superior ao gasto de 2008 (ajustado pela inflação), seu mais alto nível, desde a inauguração. Historicamente, a Embrapa tem sido melhor financiada do que as organizações financiadas pelos governos estaduais. Entretanto, as organizações estaduais esperam se beneficiar do aumento recente dos investimentos do Governo Federal destinado a revitalizar os sistemas de pesquisa agrícola do Brasil e, assim melhorar o seu desempenho em nível estadual.

A Embrapa está desenvolvendo um processo de reestruturação para garantir que o setor agrícola do país continue a ser competitivo. As modificações incluem a melhoria das capacidades humanas e institucionais, melhoria das estruturas institucionais e o fortalecimento dos sistemas de avaliação de desempenho institucional e individual. A Embrapa também está aumentando suas ações de colaborações no contexto internacional, particularmente na América do Norte, Europa Ocidental, e um grande número de países em desenvolvimento do Sul e América Central e África.

Author: 
Beintema, Nienke
Avila, Flavio
Fachini, Cristina
Published date: 
2010
Publisher: 
International Food Policy Research Institute (IFPRI); e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
PDF file: